Uma experiência integrada e sensorial, para ensinar cores para quem não as vê!

No desenvolvimento do ser humano um dos períodos mais importantes da vida é sem dúvida a infância. Considera-se que nesta fase da vida, a criança está a desenvolver seus sentidos, seu pensar imaginativo e sua capacidade de criar e de agir, a estruturar o seu pensar e seu corpo físico, e a iniciar sua vida de relações; e tudo isso mostra que as vivências na Infância devem ser extremamente saudáveis.

Os brinquedos Waldorf tem a missão de unir diversão com educação.
São inspirados na Pedagogia Waldorf, pedagogia implantada pelo filósofo e educador Rudolf Steiner em 1919, na Alemanha. Tal pedagogia baseia-se na Antroposofia – uma filosofia de vida norteada e fundamentada no equilíbrio entre a ciência e o espírito (espiritualidade), que apresenta como um caminho a busca da verdade e do que é essencial, ou seja, uma forma de ver e viver espiritualizada e baseada no conceito científico, que usa a ciência tradicional na investigação do que vai além do sensorial (sensível, inexplicável).

Os brinquedos saudáveis possuem características lúdicas, que estimulam a imaginação e desenvolvem a criatividade, o emocional, equilíbrio, noções de movimento e os sentidos, fazendo que com isso, melhorem o convívio social com outras crianças.
É preciso que as crianças brinquem para que a mente seja estimulada e que o acesso ao mundo adulto não aconteça de forma precoce, pulando etapas. Este é o principal objetivo dos Brinquedos Waldorf, atender ao que as crianças realmente precisam durante a infância, apenas brincar.

Já as cores tem um papel fundamental na educação e também no brincar: através das cores, as crianças podem pouco a pouco expressar sua vida de sentimentos e qualidades da alma.
Reconhecer e expressar sentimentos é um longo aprendizado para a criança e tem início na primeira infância; e esse contato com as cores deve ser feito de forma gradual, para que elas possam experimentar cada uma das tonalidades individualmente.

E quando uma criança apresenta deficiência visual?

Diante desta realidade – crianças invisuais não percebem as cores de forma sensorial através da visão -, e pensando inicialmente no ensino das cores, através de uma brincadeira lúdica e interativa, surgiu a ideia do colorTouch um brinquedo sensorial e integrado: nele, basicamente as crianças com alguma de ciência visual (daltónicas ou totalmente invisuais) podem aprender as cores (primárias, secundáris e o preto) e suas sensações emocionais (psicodinâmica), além de formas geométricas, tamanhos, quantidades, coordenação motora e a própria percepção de sentidos (através de texturas).

E tudo isso, baseado na linha de pensamento antroposófica (Waldorf), com conceito ecológico e natural, com elementos básicos e feitos com materiais orgânicos, e que apresente sentido em todos os detalhes.

Aprenda as cores

e suas emoções através da sensação do toque (tato) à diferentes texturas.

Formas geométricas

tamanhos e coordenação motora através da interação do brincar.

E integração

cada cor/sensação é associada a uma forma geométrica diferente, que se encaixa dentro de outra.

As cores e texturas escolhidas


Elas foram selecionadas com base nos principais conceitos que cada cor transmite, de forma simplificada, direcionada especificamente para crianças, e também com base em elementos possivelmente encontrados na natureza.

O número 7

O brinquedo baseia-se, principalmente, nas principais cores e combinações – as cores primárias e secundárias. porém, foi acrescentado uma 7a cor – o preto, pois atualmente não é explorada nos brinquedos, e nota-se um potencial positivo para ressignificar o sentido desta cor excluída e altamente alvo de preconceitos.
Além disso, o 7 é um número bastante importante na Antroposofia: os ciclos de aprendizado e de vida são dividos a cada 7 anos, chamados de setênios. Eles são baseados na observação dos ritmos da natureza e no sentido da vida, e nos ajuda a compreender que, a cada ciclo, soma-se os conhecimentos adquiridos no anterior, e busca-se um novo desafio.

Com base neste princípio, o primeiro setênio (ciclo dos 0 aos 7 anos) é a fase da interação com os pais, onde há a contrução do corpo do indivíduo (a criança).
O segundo setênio (ciclo dos 7 aos 14 anos), é a fase do sentido de si, que promove um profundo despertar do sentimento próprio, e onde o indivíduo está pronto para que autoridades como pais e mestres (professores) assumam seu papel importante no ensinar.

Inclusive, a faixa etária para o brinquedo seria exatamente à partir dos 7 anos.

Procuro parceiros, apoiadores e financiadores!Saiba mais clicando aqui: